Vizinhos tentam agredir mãe suspeita de maus-tratos após bebê de 4 meses ser achado morto - A NOTÍCIA EM TEMPO REAL!

Compromisso com a verdade, compromisso com você.

Hot

BEM VINDOS (A) AO NOSSO PORTAL DE NOTÍCIAS!

Post Top Ad

Auto Peças 4 Rodas

A Auto peças 4 Rodas esta em Congonhinhas há mais de 15 anos e conta com atendimento nas linhas Ford, VW, Fiat, Renalt, Citroen. e porque não duas rodas! Honda e Yamaha. Todo preço a vista, com 10% de desconto e vendas parceladas no cartão. Auto Peças 4 Rodas sempre a sua disposição fones (43) 3554-1574 ou (43) 9 8459-5545. Avenida Manoel Ribas, 157 centro de Congonhinhas. O Senhor trabalha para aquele que nele espera. Isaías 64:4

domingo, 9 de abril de 2017

Vizinhos tentam agredir mãe suspeita de maus-tratos após bebê de 4 meses ser achado morto

Moradores tentaram agredir a mãe de uma menina de 4 meses encontrada morta dentro de casa na manhã deste domingo (9) em Ribeirão Preto (SP). Segundo a Polícia Militar, a criança e os dois irmãos, de 2 e de 3 anos, estavam sozinhos no imóvel, e a suspeita é que o bebê tenha sido vítima de maus-tratos, uma vez que tinha marcas pelo corpo. A mulher foi detida e levada à delegacia. A mulher chegou a casa no bairro Ipiranga, na zona norte da cidade, depois que policiais militares e o Corpo de Bombeiros foram chamados por vizinhos ao local. De acordo com o aspirante da PM Jeferson Aparecido de Jesus, ela alegou que deixou os filhos com o marido na noite de sábado (8), depois que o casal teve uma discussão. Ele não foi localizado. “A mãe disse que devido às brigas saiu com uma amiga e deixou as crianças com o pai e só retornou hoje pela manhã, e a criança já estava em óbito. Ela relata que houve agressão por parte do marido e que um desses socos acabou pegando na criança”, diz Jesus. A menina foi achada pelo irmão mais velho, de 11 anos, que passou a noite na casa de um amigo na vizinhança. Pela manhã, crianças que brincavam na rua perceberam os irmãos de 2 e de 3 anos sozinhos e sem roupa na porta da residência, e foram até a vizinha para avisar o menino.A moradora, que prefere não ser identificada, conta que acompanhou o garoto até a casa e eles encontraram o bebê sujo e sem movimentos em um dos quartos. “Ela estava num colchão no chão. Meu menino pegou ela e ela já estava molinha. A gente tentou fazer massagem, tentou ressuscitar, mas não teve jeito. O bombeiro chegou e foi fazer os procedimentos, mas não teve jeito. A menina já estava morta.” O padrasto das crianças não estava e a mãe chegou ao local durante os trabalhos da polícia e dos bombeiros. No momento em que era conduzida à viatura para ser levada à delegacia, moradores revoltados com a morte do bebê xingaram e tentaram agredir a mulher. Ela acabou sendo atingida por tapas e a PM precisou usar a força para conter os mais exaltados.

Relato de violência


De acordo com a polícia, vizinhos relataram que as brigas entre o casal são constantes, mas nenhuma ocorrência por violência doméstica foi registrada anteriormente. No sábado, a mãe chegou a contar a uma vizinha que o companheiro havia tentado agredi-la e que um soco atingiu a cabeça do bebê que estava no colo dela. “Na hora que ela foi na minha casa ontem à tarde ela falou que o marido tinha dado um soco nela e pegou na criança. Estava vermelha a cabecinha da criança no lado, mas eu não sei qual foi a gravidade do negócio. Hoje de manhã que a gente viu toda essa barbaridade aqui”, diz a mulher, que prefere não se identificar. O Conselho Tutelar foi acionado para acolhimento dos três irmãos. A polícia aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) que vai apontar a causa da morte. De acordo com Jesus, a mãe pode ser presa por abandono de incapaz. “Ela deixou as crianças com o pai, mas ele é agressivo. Não se sabe se o pai também abandonou as crianças”, afirma.




Mais lidas

Post Top Ad